Fundação ABC dá início ao Planejamento Estratégico

Trabalho realizado com a análise de informações, dados e entrevistas foi finalizado apontando oito diretrizes

25/09/2023 - Atualizado há 5 meses


Foi ao longo de 11 meses, que a Fundação ABC elaborou o planejamento estratégico para nortear os próximos cinco anos da instituição. O trabalho foi realizado com o apoio de uma consultoria especializada, que apontou oito diretrizes estratégicas, que terão indicadores para serem monitorados, para que o objetivo final seja alcançado.

Para chegar nestas diretrizes, a consultoria traçou os cenários internos e externos em que a fundação se situa. Para isso, analisou a pesquisa de clima realizada com produtores e assistentes técnicos, analisou dos dados financeiros e entrevistou diretores e os gerentes da instituição e ainda, representantes de empresas parceiras.

 

Para Peter Greidanus, diretor-Presidente do Conselho Curador, o grande objetivo do Planejamento Estratégico é fazer com que todas as pessoas envolvidas com a Fundação ABC construam juntos o que se deseja para a instituição, definindo onde se pretende chegar, qual a visão a longo prazo e dar claridade à missão da fundação, permitindo com que a equipe de colaboradores possa trabalhar uníssono, na mesa direção e com um mesmo propósito. “E isso é definido através de diretrizes estratégicas, metas e projetos. É como em nossa vida pessoal, pois para alcançar algo que queremos para futuro, precisamos nos organizar e ter foco. Só assim alcançaremos o que planejamos”, comparou.

Na ilustração abaixo é possível o Mapa Estratégico, que contém as diretrizes devidamente organizadas em recursos, processos internos e resultados.

Em recursos estão as diretrizes Equipe Qualificada, garantindo um time que atenda às necessidades da instituição com qualidade e Saúde Financeira Saudável, para buscar uma situação financeira favorável.

Em processos internos figuram a Proximidade com os Produtores, para manter e aprimorar a proximidade e o relacionamento com este grupo; a Rapidez na tomada de Decisão, com foco na necessidade de respostas rápidas a desafios e a constante evolução da tecnologia agrícola, levando em conta os prazos inflexíveis da atividade; a Vanguarda na Pesquisa, mantendo e sendo reconhecida como uma entidade de vanguarda em trabalhos de pesquisa, geração de informações e conhecimento para o desenvolvimento de soluções tecnológicas agrícolas sustentáveis; e o Relacionamento com as Partes Interessadas,  buscando relacionar-se e agregar valor para as outras partes interessadas da instituição, como colaboradores, assistentes técnicos, empresas parceiras e outras instituições.

Por fim, os resultados, onde estão a Vantagem Competitiva aos Produtores, para proporcionar a este grupo vantagens competitivas em relação ao mercado, com foco na produtividade e gestão das propriedades, obtidas por meio das informações e conhecimento repassado pela fundação; e as Oportunidades de Crescimento da Instituição, aberta sempre preparada à expansão e novas oportunidades, mas buscando a garantia de foco junto as mantenedoras.

Para Sandra Mehret Rebonato, gerente administrativa da fundação, e que também participou da elaboração do planejamento, o trabalho foi conduzido de maneira bem objetiva, criteriosa e proporcionou importantes momentos de discussão sobre as principais diretrizes estratégicas que irão nortear a Fundação ABC nos próximos anos. “A partir destas diretrizes, poderemos seguir acompanhando, mensurando e aferindo os resultados almejados e os objetivos traçados, a fim de garantir o êxito na execução do planejamento estratégico e no crescimento sustentável da Fundação ABC”, acrescentou.

As reuniões do Planejamento Estratégico também apontaram para correções na missão e visão da Fundação ABC. A nova redação pode ser conferida no quadro abaixo

A primeira reunião ocorreu no fim de agosto, no qual foram apresentados ao Conselho Curador os primeiros passos do Planejamento Estratégico, como a aprovação do calendário das reuniões de acompanhamento, a atribuição das responsabilidades, entre outros assuntos.

Segundo Luís Henrique Penckowski, gerente Técnico de Pesquisa, e o responsável pelos trabalhos de execução do planejamento, cada diretriz terá indicadores e projetos, que serão acompanhados através de reuniões específicas para isto. “Isto trará mais clareza no alinhamento da Fundação ABC. Não só junto aos nossos produtores e parceiros, mas também com as nossas cooperativas, com o principal objetivo de garantir diferenciais competitivos para todos”, acrescentou.

Luís Henrique Penckowski afirmou que o Planejamento Estratégico é uma ferramenta de alinhamento junto a produtores e parceiros e que visa buscar diferenciais competitivos  para todos.

 

 

Atualizações

Previous Next