Fundação ABC apresenta suas oportunidades de parceria no cerrado brasileiro

Parte do time de pesquisa esteve reunida com representantes de empresas naquela região, na qual o gerente geral explicou os formatos de trabalho em parceria, que já são realizados nos campos do Paraná e São Paulo

30/11/2023 - Atualizado há 7 meses


No dia 17 de outubro, a Fundação ABC realizou um evento com o propósito de apresentar a instituição a empresas parceiras que atuam no cerrado brasileiro. Cerca de 70 representantes de empresas parceiras da região estiveram presentes. A finalidade da reunião foi compartilhar os trabalhos realizados até o momento e as perspectivas futuras para esta região, levando em conta os trabalhos que já são realizados em Goiás, há quase dez anos na região de divisa com Minas Gerais, e no Tocantins, onde a Frísia atua há sete anos.

Luis Henrique Penckoswki, gerente geral da Fundação ABC, enfatizou a importância de estender as parcerias da instituição para a região do Cerrado. Ele destacou que as empresas parceiras, já atuantes no sul do Brasil, têm desempenhado um papel importante no apoio às pesquisas e iniciativas da Fundação ABC, colaborando também nos resultados obtidos pelos produtores em suas lavouras. “Nós temos nos dedicado, ao longo dos últimos dez anos, promovendo a pesquisa e o desenvolvimento no Cerrado, com o apoio da KGL Agronegócio e da Frísia. Agora, estamos aqui para convidar todas as empresas parceiras a estenderem sua parceria para esta nova região de atuação. Através de parcerias sólidas, a Fundação ABC e suas empresas colaboradoras poderão impulsionar ainda mais projetos de pesquisa”.

O supervisor de desenvolvimento de produtos na GDM Genética do Brasil, da região de Formosa, Alexandre Camargo, confirma essa parceria importante. “A fundação atua como um elo entre os agricultores, validando diretamente o nosso trabalho e entregando informações de qualidade aos produtores. Isso ajuda a elevar o nível de produtividade dos agricultores, tornando seus negócios mais sustentáveis, ao mesmo tempo Parte do time de pesquisa esteve reunida com representantes de empresas naquela região, na qual o gerente geral explicou os formatos de trabalho em parceria, que já são realizados nos campos do Paraná e São Paulo Além dos benefícios diretos para a pesquisa e desenvolvimento, esta expansão também gerou oportunidades de emprego para a região, impulsionando a busca por mão de obra especializada de alta qualidade”, comentou Felipe. Essa mudança de campo, no Goiás, reforça ainda mais a parceria entre a Fundação ABC, produtores e a KGL Agronegócio, possibilitando uma colaboração mais estreita na busca por soluções inovadoras. Boleslau Wesguerber Junior, sócio proprietário da KGL Agronegócio, compartilha sua visão sobre uma década de parceria com a Fundação ABC. “Estamos entusiasmados com toda essa movimentação e o desenvolvimento no cenário do cerrado, especialmente com a chegada dessa nova área. Nossa parceria com a Fundação ABC ao longo dos últimos 10 anos, tem contribuído significativamente para o desenvolvimento de todos os envolvidos nesta região” finalizou Boleslau. em que promove a adoção dos melhores produtos com o melhor custo-benefício”.

Mariele Pickler, Diretora Comercial e de Marketing da Cisbrafol, destaca que alcançar níveis elevados de produtividade requer ajustes na utilização de micronutrientes, bioinsumos e produtos biológicos. Portanto, a pesquisa intveligente desempenha um papel fundamental para os produtores. “Contar com pesquisadores de alta qualidade da Fundação ABC é essencial para nos auxiliar na introdução de tecnologias e recomendações inovadoras. Isso nos permite alcançar o máximo potencial das culturas na região do cerrado”. À medida que mais empresas se unem a essa causa, o potencial de transformação e inovação na região se torna ainda mais promissor. O compromisso comum de trabalhar juntos para o futuro do agronegócio é evidente. A parceria entre profissionais renomados, a dedicação de pesquisadores, demonstram o caminho a seguir. Este é um momento de colaboração e otimismo, em que a região do Cerrado, com seus agricultores e empresas do agro estão preparados para um futuro mais promissor em conjunto com a Fundação ABC.

O NOVO CAMPO DEMONSTRATIVO DE GOIÁS

A apresentação às empresas da região vem ao encontro do início dos trabalhos no novo Campo Demonstrativo Experimental de Goiás, que substituiu o CDE Distrito federal. Com a mudança, área de pesquisa e desenvolvimento expandiu significativamente, passando de 13 para 30 hectares. Esta nova área não apenas amplia a capacidade de pesquisa da Fundação ABC, mas também proporciona uma infraestrutura mais robusta. Segundo Felipe Mainardes, supervisor dos Campos Experimentais o novo campo está mais bem localizado, há apenas 19 quilômetros de Formosa-GO e na beira da rodovia BR-020. “E já conta com uma estrutura predial que atende muito bem as necessidades dos trabalhos de pesquisa e permite recepcionar os produtores em dias de eventos, como os dias de campo”.

O CDE já está em pleno movimento, com o plantio da safra de verão 2023/2024. Culturas como milho, soja e feijão estão sob a orientação dos nossos pesquisadores, prometendo contribuir com informação de qualidade para a agricultura do Cerrado. “Essa transição foi fundamental para permitir que o campo cresça em paralelo com os produtores ligados a fundação, acompanhando o desenvolvimento contínuo dos setores de pesquisa da instituição.

Além dos benefícios diretos para a pesquisa e desenvolvimento, esta expansão também gerou oportunidades de emprego para a região, impulsionando a busca por mão de obra especializada de alta qualidade”, comentou Felipe. Essa mudança de campo, no Goiás, reforça ainda mais a parceria entre a Fundação ABC, produtores e a KGL Agronegócio, possibilitando uma colaboração mais estreita na busca por soluções inovadoras.

Boleslau Wesguerber Junior, sócio proprietário da KGL Agronegócio, compartilha sua visão sobre uma década de parceria com a Fundação ABC. “Estamos entusiasmados com toda essa movimentação e o desenvolvimento no cenário do cerrado, especialmente com a chegada dessa nova área. Nossa parceria com a Fundação ABC ao longo dos últimos 10 anos, tem contribuído significativamente para o desenvolvimento de todos os envolvidos nesta região” finalizou Boleslau.

Atualizações

Previous Next